enquanto...



Enquanto a lua se vestia
o céu se enfeitava de estrelas
E as estrelas cobriam o meu corpo
enquanto você se escondia.
Era fria a madrugada
Era solitária a madrugada
Era minha a madrugada
Enquanto tu dormias lá fora
eu sorvia o mais quente
dos líquidos aqui dentro
Enquanto a noite revelava-se
em mistérios
as estrelas trocavam confidências
em código Morse
Enquanto o vento gritava à procura da lua
a dama da noite exalava seu cheiro
Enquanto o cão dormia com seu dono
na marquise fria
o céu se desfazia em gotas orvalhadas
molhando a alma de quem sonhava
Enquanto tudo é realidade
na poesia
você,
com sua mente pequena
com seu corpo cansado
com sua vida miúda
acredita inutilmente na impunidade
de teus pecados
Enquanto meu corpo adormece
o sol aquece as paredes de meu quarto
E quando eu me desperto de tudo
a lua se desnuda mais uma vez.


Paulo Francisco



Enquanto isso by Marisa Monte on Grooveshark

Um comentário:

✿ chica disse...

Linda inspiração,Paulo!abração,chica