resiliência





O velho com seus cabelos brancos
quase azulados
ganhava mais um tempo de passado
Mesmo sabendo que o futuro era incerto
nunca perdera a cor da esperança
sorria como menino apaixonado
num mundo cada vez mais afastado.

Paulo Francisco








Resposta Ao Tempo by Nana Caymmi on Grooveshark

5 comentários:

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Agora que me dei conta, que a nossa história cresce à medida que os cabelos se acinzentam...
Combinou bem, poema e música, nessa voz personalíssima...
Um beijo!
Lúcia
P.S.
Não seria "resiliência"?

*** ZIZI *** PARA OS AMIGOS!!! ### disse...


Olá, o seu blog é maravilhoso! Vim retribuir sua visita e seguir!
Como vc adoro cores, uma boa música e poesia!

Eu gostaria muito de ser sua amiga...

Aproveite e leve o mimo que ofereço para seguidores!

FANPAGE: http://www.facebook.com/ZiziParaOsAmigos
Retribuo com o maior prazer!

Fica com DEUS!

BEIJINHOS EM SUA ALMA...

may lu disse...

Esses seus cabelos brancos, bonitos, esse olhar cansado, profundo
Me dizendo coisas, num grito, me ensinando tanto do mundo...
Roberto Carlos

Grandes canções nos acalentando com suas grandezas...

Um abraço cheio de delicadezas!

Não me perder em minha vida disse...

bonito isso. Obrigada pela sua visita sempre esperada.

Crista disse...

Quando os cabelos começam a branquear, vemos que nosso tempo não é mais o mesmo que era quando eramos mais jovens...e como parece correr...rápido demais para quem quer se demorar!