Condição















Há muito não sigo o vento
Deixo-o passar em paz
Reservo-me a olhá-lo em silêncio
invejando-o em meu íntimo
por não ter asas, por não ser leve
- Por ser simplesmente Homem.




Paulo Francisco

Um comentário:

Paula Barros disse...

Talvez eu entenda.
beijo