Tudo ou nada!


Nada me dói - Tudo me dói
É um latejar de dor/de alívio
                   de alívio/de dor
Às vezes estanca-se como a neve no cume da montanha
Às vezes esvai-se como um rio em queda livre
Nada me dói - Tudo me dói
É uma mistura absurda de amor e dor.

Paulo Francisco

2 comentários:

Solange Duarte disse...

a dor do amor pulsa..
e como o coração, não pode parar, senão morre.

bjs.Sol

Mente Hiperativa disse...

Às vezes sinto a dor misturada com amor, uma angústia misturada com alívio. É estranho quando se misturam, aprendemos que uma coisa é distinta da outra, mas na prática... Bem, na prática vem tudo junto. abraço