Luz




Céu encoberto - chão forrado
Vento morno - sol guardado
Um dia sim – outro não
Tudo pode acontecer no mesmo dia
Sol e chuva -  calor e frio
Ao meio dia sol que brilha
A meia noite lua inteira
No céu, azul marinho
Nos seus olhos, violeta

Paulo Francisco

6 comentários:

Ivone disse...

Digo que em um dia se percebe as quatro estações e mais um pouco, pois se junta a tudo isso a grande poluição, a noite com as luzes da cidade não mais se vê os brilhos encantadores das estrelas nesse lindo "...céu marinho..."!
Amei ler por aqui, como sempre, belos poemas!
Abraços apertados amigo Paulo Francisco!

SOL da Esteva disse...

Poema de grande oportunidade e ensinamento.
Cada dia deixa correr as incertezas do clima.


Abraços


SOL

Sônia disse...

Tudo pode acontecer no mesmo dia, e de um dia para o outro também pode tanta coisa mudar...

Patrícia Pinna disse...

De fato, Paulo.
Tudo pode acontecer nesta Terra, seja em qualquer hora, dia ou noite, o que tiver de acontecer se dará seja em dia de chuva, de sol ou num lindo luar.
Que aproveitemos o melhor de tudo e cada coisa específica.
Beijos na alma.

Cia. De Teatro Atemporal disse...

Tudo se encaixa perfeitamente!

Parabéns, Paulo!

Receba um abraço fraterno da sua Cia. De Teatro Atemporal!

Clemente.



sandra mayworm disse...

Adorei...mesmo!
Bjs