Inspiração




Encantam a minha insônia os cantos dos passarinhos matutinos
Já passam das cinco  - A poesia acorda luminosa
Ouço, além dos pássaros, a voz nervosa do Concretista comunista
Ele fala; Ele explica; Gesticula; Declama!
Ouço mais que poesia - Ouço além dela - Além dos passarinhos.
Ouço-me além de meus olhos - Minha alma fala comigo.

Paulo Francisco

7 comentários:

Ivone disse...

Lindo, adoro ouvir o canto dos passarinhos, fica muito mais poético para podermos ouvir a voz de nossa alma!
Amei ler!
Abraços meu amigo poeta bem inspirado!

✿ chica disse...

Que beleza de inspiração e o canto dos passarinhos é lindo e ouvir a alma idem! bjs, chica

lua singular disse...

Mon dio,
Espero que seus ouvidos não cheguem aqui.
Adorei a beleza com que tratou os passarinhos.
Um beijo no coração

Majoli disse...

Saudades meu querido amigo Paulo...a gente andou se perdendo, né não?
Uma linda poesia, mostrando sua sensibilidade.
Beijos.

Nanda Olliveh disse...

Linda sinfonia poética amigo!


Beijos meus!

SOL da Esteva disse...

Porque não escutar, apenas, os passarinhos? A voz que fala, muitas vezes apenas perturba a serenidade dos momentos.



Abraços


SOL

Paula Barros disse...

Muito bom quando a alma fala.
Melhor ainda escutá-la.
beijo