Lapidação

















As palavras foram lavadas pela chuva
Cobertas pela escuridão da tarde
Deslocadas pelo vento forte
Eletrizadas por relâmpagos azuis
As palavras se transformaram em outras
Em outras
Em outras
Em outras
Até se fixarem para sempre no peito do poeta
As palavras se transformaram em poesia


Paulo Francisco

5 comentários:

Vivian disse...

"As palavras se transformaram
em poesia"

que bom quando isso acontece!

smacksss, senhor das lindas
palavras!

Vivi

Dorli disse...

Que bela lapidação
Linda poesia metafórica
Que tenha uma boa noite
Beijos
Lua Singular

✿ chica disse...

Que lindo,Paulo! Hoje nesse dia especial, Fiquei vovó pela 7ª vez, hoje, depois de 6 meninos, de uma menina!abração,chica

Ivone disse...

Amigo Paulo, que lindo, ah, chuva, inspira poetas e poetisas, adoro chuvas, com relâmpagos azuis então, não é a toa que lhes trouxeram inspiração e as palavras vieram tantas, tantas e tantas, mas em poucas nos dissestes tudo!
Abraços apertados!

may lu disse...

Doce dia de ternuras...
Amei o poema!! Que jamais nos falte as palavras aninhadas no peito...
Bjos mil no coração!!