Companhia

As palavras em noites enluaradas criam asas douradas
Elas voam  e conversam com as estrelas faceiras
Elas surgem como o vento surge no jardim
- espalhando aroma e semeando o mundo
As palavras são como alimentos necessários
-  nutrem e aquecem
Hoje, as palavras chegaram de cachecol
aquecendo meu pescoço
protegendo minha boca
- envolvendo-me por um todo
Hoje as palavras chegaram espantando o frio
Criando laços e cobertores.



 Paulo Francisco



5 comentários:

Paula Barros disse...

E do lado de cá chegam as suas palavras, fazendo companhia e aquecendo.
Lindo!
beijo

lis disse...

Gosto do mundo das palavras ,e atualmente sobrevivo em parte, delas.
As suas são necessárias.

lis disse...

E belas.

Louraini Christmann - Lola disse...

Adorei as palavras de cachecol.
Bom!
Cá estou,
te seguindo.

abraço
(de cachecol)

Crista disse...

Que delícia!!!!
Gostaria de ser um cachecol assim para alguém :) ...
Beijão,poeta que sabe envolver!