A pulga


Salta como poucos
Difícil de pegar
Sempre nos deixa loucos
de tanto nos coçar
Coça cão, coça gato
coça homem, coça rato
A picada desse bicho
não é nada agradável
Nosso corpo é seu nicho
Cuidado temos que ter
Higiene é necessário
Para a pulga desaparecer.








 Paulo Francisco

7 comentários:

✿ chica disse...

Bota cuidado com nossos cãezinhos.Assim elas não aparecem! abração,chica

Ivone disse...

Ah, poeta, pois é, se pode poetizar sobre tudo, até as pulguinhas têm sua vez por aqui!
Abraços meu amigo, concordo contigo, contra esses "parasitinhos" só higiene é que dá jeito!
Abraços apertados!

Amo em Silêncio disse...

Verdade temos que cuidar muito bem dos nossos cãezinhos.
A higiene está em primeiro lugar em nossas vidas!
Adorei a postagem,bastante descontraída!!
Beijos.

Paula Barros disse...

Bom para se trabalhar com crianças nas escolas.
beijão

Anete disse...

Palavras verdadeiras e humoradas!
A pulga é terrível, lembro bem dela quando tínhamos um cachorrinho... Haja cuidado!
Um abraço

MARILENE disse...

Paulo, tive que rir. Faz tempo que não ouço falar em pulga. Quando criança, elas apareciam no cão que tínhamos em casa. Bjs.

Gracita disse...

Um bem humorada poesia
E como ficou charmosa!
E olhe que a pulga é tão chatinha!!!!
Amei o lirismo poético Paulo
Beijos e sorrisos