Gambá
















Ihhhhhhh!
Olha lá um gambá
trepado naquele galho
Na boca uma serpente
ele não fica parado

Cuidado com ele!

Solta um cheiro danado
Nem com banho é tirado
O perfume do coitado.

Paulo Francisco


Paulo Francisco

6 comentários:

✿ chica disse...

Tão bonitinho ele é,
pena, fede mais que chulé!


abraços,linda semana! chica

Ivone disse...

Que lindo, pena que é fedido como dizem, eu nunca o vi tampouco senti seu cheiro, mas gostaria, amo conhecer e saber, isso é viver!
Continuemos aqui aprendendo!
Amei ler seus belos versos!
Abraços apertados!

Débora Teixeira. disse...

Aonde eu estava morando tem muitos...
São feios,parece um rato grande.
Eu corria légua deles rs.
Já pensou;Ficar cheirosa com perfume de gambá?
Adorei o texto.
Beijos.

Cris Bo disse...

Precioso blog, felicitaciones!
Con tu permiso me quedo para seguirte.
Abrazos desde Uruguay!

http://sombriabelleza.blogspot.com.uy/

Gracita disse...

Na foto até que é bonitinho rsrs
Na real um cheiro horroroso
Mas no teu poema virou um bichinho formoso
Uma ótima semana pra ti Paulo
Beijos no coração

MARILENE disse...

Esse tem uma fama terrível e é usado para gozações. Já ouvi muito no interior,dizerem: se não lavar os pés vai ficar com cheiro de gambá (kkkk). Bjs.