Piolho























Que coceira danada
Na cabeça das crianças
É piolho da pesada
Não teremos folgança
Acabar com essa praga
É a nossa esperança
Na cabeça mais nada
A não ser lembranças



 Paulo Francisco

5 comentários:

Paula Barros disse...

Vai fazer cartilha?
Ou quem sabe um cordel.
Vamos alertar as crianças
Professores e os pais
Para cuidarem bem
Da cabeça das crianças
Não deixando nenhum bichinho fazer morada
Na cabeça só lembranças
E bons pensamentos.
beijos

Ivone disse...

"...Na cabeça mais nada a não ser lembranças", ai, ai, até me deu uma coceirinha na cabeça, rsrs, tão tocante seu lindo poeminha sobre mais um "parasitinho"!
Abraços meu amigo, tenhas um lindo fim de semana!

Amo em Silêncio disse...

Gostei! Criativo.
Na cabeça mais nada
A não ser lembranças
Beijos.

:.tossan® disse...

Você é genial! Até com piolho você faz poesia.
Obrigado por me prestigiar. Abraço com direito
a 3 tapinhas sinceros nas costas.

Alfa & Ômega disse...

Nossaaaaa!!! Pensando bem, alívio trouxe! Tantos anos afastada desse bicho terrível! Ai! Que bom! Abraço!