Balé











As delicadas flores bailavam
no tapete de suas folhas.
Impulsionadas pelo vento
elas iam e vinham
num suave agito.
Em sua face
- ao vento-
surgia a leveza
de um sorriso menino.

Paulo Francisco

2 comentários:

✿ chica disse...

Lindo e doce balé! abração,chica

Paula Barros disse...

E que este sorriso esteja sempre florindo em 2015.
abraço