¨Sem pecado, sem juízo¨


Quando o que eu escrevo é somente o teu nome
Quando tudo que eu faço tem você
Quando o meu ar é composto de ti
Quando adormeço, acordo, ando, sonho, tenho fome, tenho sede
de você.
Quando a razão é abstrata
Quando os sonhos são concretos
Quando você está em mim
Quando permaneço pétreo
Quando me torno flexível
Quando a água não me atinge
Quando as nuvens me rodeiam
Quando o fogo está em mim
Quando a musica é blues
Quando o filme é em branco e preto
Quando a rua não é escura
Quando o vento me carrega
Quando meus lábios selam os teus
Quando meu corpo arde
Quando minha alma levita
Quando ninguém acredita
Quando só há poesia
Quando te chamo pelo nome que só eu sei
Quando minha cor é a sua
Quando minha voz emudece
Quando grito ao mundo
Quando o meu corpo estremece
Quando não termino o texto
Quando as palavras não chegam
Quando as palavras registram
Quando viajo no contexto
Quando agouro o amanhã
Quando arrumo um pretexto
Quando a noite te chamego
Quando tudo é perfeito
Me chamam de desassisado.



Paulo Francisco

3 comentários:

Nelma Ladeira disse...

Eu não acho que você seja sem juízo!
Acho que você é indeciso!
lindo texto!
Paulo um Feliz Natal pra você e toda família! Que nesta linda noite de Natal você realize todos seus desejos...
Beijinhos<3

Paula Barros disse...

Que 2015 venha trazendo mais e mais inspiração-criação, em forma de poesia, em forma de texto, em forma de vida, em forma de amor...

Beijo grande, feito diz você. Que eu sempre fico pensando como é um beijo grande. (sorrisos)

SOL da Esteva disse...

Sem juízo é aquele que não deseja, nem sabe o que quer. Não parece o caso.
Um lindo Poema de anseios que um dia terão o seu florir.
Parabéns.

Que o Natal te chegue num "Varal de Cores" e te enche de felicidade.


Abraços



SOL