Tom maior




Minhas montanhas acordaram verdes.
Elas nasceram hoje numa esperança ton sur ton.
Acordar e acreditar que tudo vai dar certo
– esta é a minha montanha.
Caminhar em trilhas estreitas, subir e descer,
para chegar ao cume – esta é minha esperança.
Desejos alcançados; desejos a serem alcançados;
desejos antigos; desejos nascidos; simplesmente desejos.
Nesta metáfora, não sou o montanhês
– Eu sou o passarinho.

Paulo Francisco

10 comentários:

✿ chica disse...

E desejo ao passarinho lindos voos sobre as montanhas verdes e sempre bem esperançosas! lindo ! abração,chica

luna luna disse...

Aproveita bem o caminhar até ao cume, pois é essa caminhada que tem beleza, quando lá chegamos apesar de ter uma bonita vista tudo acaba

Pérola disse...

Que blog mais fofinho!

Beijinhos

lua singular disse...

Olá,
Passarinho vai até o cume, mas homem passarinho se chegar lá morre.kkk
Escolheu um passarinho lindo
Adorei sua poesia.
Beijos

Vivian disse...

...um belo voo fez este poeta passarinho...
ou passarinho poeta!

que delícia é entrar aqui e sair
de alma encantada!

smacksssssss

MARILENE disse...

E quanta beleza existe nesse voo, sempre incompleto, enquanto existir vida! Bjs.

Vera Lúcia disse...


Que esse passarinho faça sucessivos voos, sempre acreditando e sempre buscando com esperança. O céu é o limite.

Lindo, Paulo.

Feliz semana.

Beijo.

Crista disse...

Ahhhhhhhhhhhhhh...que ternurinha:
És um passarinho
E eu sou um galho de árvore lindo,frondoso e cheiroso...rsrsrsrsrsrs...
Favor de dizer que eu também sou uma ternurinha depois dessa...ksksksksksksksks...
Amei,como amo tudo o que escreves.

Alfa & Ômega disse...

Fofíssimo seu jeito aqui nesse escrito! Então saias sim, voando em busca do novo sempre! Abração!

Hanna Xesco disse...

Hermoso, lleno de vida !! Beso