Voo livre




Gosto da sensação de liberdade.
Gosto de poder voar sem trela no pé.
Peia!? É somente para as bestas
Vago sem rumo. Sou folha solta carregada pelo vento.
Gosto desta sensação de vadiagem provisória.
Turista de mim mesmo. Liberdade adquirida e merecida.
Ah, isto não quer dizer que eu quero esta sensação pra sempre
– estaria mentindo se eu dissesse que sim.
Claro que eu quero, um dia, quem sabe, ter alguém pra dividir esta liberdade;
voar juntos de asas coladas e sermos vadios um do outro.
Mas enquanto isto não acontece, vou voando por aí,
atravessando mares e montanhas.
Peregrinando, descobrindo, vivendo.
Então:
Deixei-me no rio e fui pro mar
Deixei-me em casa e fui viajar
Deixei-me solto e fui voar
Carrego comigo o meu passarinho sem ninho...
E nesta vida de sozinho recebo muitos carinhos pelos caminhos percorridos.
Sim, sou assim: vadio de mim, tenho meu coração vagabundo como amigo e companheiro.
Sou marinheiro só - sozinho -  arrasto o tamanco e sigo no balanço do mar.
E no tombo do navio. ah, no tombo do navio! eu me crio, eu vivo sem culpa, sem desculpas
- e, por enquanto, nesta liberdade premiada, vou seguindo, me permitindo
- Estou do mar.
Gosto da sensação de liberdade.
Gosto de poder voar sem trela no pé.
Peia!? É somente pras bestas!
Vago sem rumo. Sou folha solta ao vento.
Gosto da vadiagem provisória.
Turista de mim.
Liberdade adquirida, merecida.
E enquanto o amor não chega
vou criando asas, vou voando
É por aí.

Paulo Francisco

5 comentários:

✿ chica disse...

Te ler aqui já significa um lindo voo! Adorei! abração,chica

Ivone disse...

Que lindo, nossa, leria um livro inteiro por aqui desse jeito, com esses lindos versos dizendo sobre liberdade, estar só por opção algumas vezes nos dá essa linda sensação de que o mundo está a nossos pés!
Liberdade adquirida, nossa, isso não tem preço, compartilhar a vida é muito bom, mas tem de ser cada qual com a sua liberdade de viver!
Voar, ah, voar, nada melhor, nada melhor mesmoooo!!!
Abraços lindo amigo!

Paula Barros disse...

E quando o amor chegar, desejo que acrescente mais pena as asas, mais horizonte nos céus, mais sonhos a realidade. E assim os voos seja em cumplicidade.
beijo

MARILENE disse...

Maravilha de escrita! Que o amor nunca o impeça de voar! Bjs.

Nanda Olliveh disse...

''E enquanto o amor não chega
vou criando asas, vou voando
É por aí.''


Lindo escrito!


Beijos meus!