Dores

É tão verdadeira a minha dor que aos olhos alheios não passa de farsa a minha dor física. Expurgo-a de mim aos berros.  Berro como criança que ao senti-la grita, pois não tem ainda a palavra pra exprimir tamanha infinita dor. São tão verdadeiros os meus gritos que somente aos céus parece ser verdadeiro o que sinto. 

Paulo Francisco

3 comentários:

Majoli disse...

Oi Paulo...tanto tempo sem vir, sem te ler...fiquei triste com o que li.
:(

Deixo meu carinho e um beijo grande.

✿ chica disse...

Tristes palavras, triste inspiração(espero que assim seja,só inspiração!) abraços,chica

Solange Duarte disse...

as dores contidas doem mais..
grite e ouça a resposta..

bjs.Sol