Razão














Às vezes eu deixo tudo pra depois
para daqui a pouco
pra depois do meio-dia
para nunca mais
Às vezes eu deixo tudo pra depois
- de propósito
Porque, às vezes, eu tenho medo do agora.


Paulo Francisco

4 comentários:

Gracita Fraga disse...

Oi Paulo
Deixar para depois pode ser uma boa escolha porque às vezes tomamos decisões baseadas na emoção e muitas vezes a emoção nos faz agir por impulso e isso nem sempre é bom. Belo poema!
Beijos com carinho

SOL da Esteva disse...

É "quase" normal o adiar das coisas. Na verdade, parece haver receio de as concretizar e as levar para diante.
Para reflectir!...


Abraços




SOL

Ivone disse...

Amigo Paulo Francisco, muitas pessoas deixam sim para depois, fuga que muitas vezes nos atormenta muito mais, eu costumo encarar bem de frente, se é para enfrentar vamos logo, do contrário isso vai aos poucos virando fantasmas, tirando o sono ou coisas assim!
Amei ler aqui, tens uma sensibilidade singular!
Abraços meu querido amigo!

Paula Barros disse...

E o agora passa rápido, muito rápido.
beijo