exceção




Era uma tarde de sombras. O vento, lá fora, acariciava as folhas que ainda insistiam em ficar. Era uma tarde de outono com músicas e vinhos. Era uma tarde de esperança. Era uma tarde de céu manchado, anunciado o seu fim, de despedir-me do dia saudando a primeira estrela. Era noite fria e azulada. Era uma noite de lua cortada, vestida de miçangas azuis. Seria um dia comum se não fossem as taças de vinho. Seria um dia simples se não fossem os brindes trocados do começo ao fim


Paulo Francisco



Tu Sais Je Vais T'aimer (Eu Sei Que Vou Te Amar) by Nana Caymmi & Marcio Faraco on Grooveshark

Um comentário:

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Brindemos á vida, enquanto ainda há canto!