sinfonia



Manhã dourada
de fundo azul

Manhã manhosa
de poucas rosas

Manhã de outono
de poucas pétalas

Manhã sonora
de vento brando
e muitos gritos
de folhas mortas.

Paulo Francisco




Folhas mortas by Tania Alves on Grooveshark

5 comentários:

António Eduardo Lico disse...

Bela poesia.

✿ chica disse...

Linda manhã em poesia! abraços,chica

Juliana Lira disse...

Lindíssimo poema, colorido de poesia!

Milhões de beijos

www.reticenciando.com

Pitanga Doce disse...

Manhã inspiradora, Paulo! Tarde igual.

Pamella Quinteiro disse...

Não só linda a manhã , quanto nossa tarde ! Vc é um lindo ! =)