manto







As tenras folhas forram de marrom
o chão por onde piso. 
São folhas que mesmo depois de mortas
têm valia aos pequenos vivos.
As tenras folhas tapam os meus olhos
e tingem de rubro e castanho o meu corpo nu.
As tenras folhas de outono enfeitam minha alma
vestem-me de esperança verde... e azul.


Paulo Francisco





Meditaçáo by Tom Jobim on Grooveshark

5 comentários:

Paula Barros disse...

Lindo este manto de esperança.

beijo

lis disse...

Amei esse chão de cores,
vesti-me de esperanças.
bom sábado Paulinho

Pitanga Doce disse...

Ai Paulo, que coisa linda! O Outono te pegou de jeito!

Abraços pitangueiros e praianos.

Evanir Garcia disse...

A paz começa com um simples gesto.
Vem do coração e alimenta a nossa alma .
A magia da vida consiste em derramar a paz por onde passamos e
nesta passagem acrescento meu carinho a você
que percorre comigo as trilhas perfumadas e coloridas da existência.
Deus abençoe você poderosamente :Um feliz final de semana.
Beijos no coração afagos na sua alma.
Adorei seus poema muitos gostaram fiquei muito feliz amigo.

*** ZIZI *** PARA OS AMIGOS!!! ### disse...

Amei este manto Paulo!
Bom fim de semana.
Um forte abraço...