eco




E Caetano canta no canto da casa
Ele canta o canto do pássaro
antes proibido de cantar
E Caetano canta, encanta-me
com sua Rai das cores
com seu Trem de cores
com o amarelo e o seu blues
E ele canta e eu acompanho
desafinado
cantando no outro canto da sala
para o meu encanto de amor.

Paulo Francisco

4 comentários:

Paula Barros disse...

Quando algo nos encanta, termina por encantarmos também. E estou por aqui, encantada sempre com a sua forma de escrever.

(E quanto a peixada, além das fotos em Búzios, comi uma peixada deliciosa)
beijo

Silenciosamente ouvindo... disse...

Amigo venho agradecer sua visita e comentário no meu blogue.
Já me registei nos seus.
No outro não si sítio para comentário.
Virei sempre que possa.
Tenho um outro blogue que gostaria de ter o prazer da sua visita:
http://sinfoniaesol.wordpress.com aceita comentários, mas não
seguidores.
Um bj.
Irene Alves

Solange disse...

quem canta para o amor nunca desafina..

bjs.Sol

João disse...

Canto junto também, grande Caetano!

Abrçs