natural







Rejeito a monocromia
quero as cores da vida
quero as cores do mundo
- rejeito a melancolia
Antes fôssemos multicoloridos
pintados de vermelho do urucum
do azul, extraído do jenipapo verde
do branco,  do calcário macerado
e do preto,tingido pelo carvão.
Rejeito a monocromia - quero as cores do passado
Quero voltar a ser índio e andar seminu pelas florestas da vida.
Só não quero ser exterminado por aqueles que por aqui habitam.


Paulo Francisco

11 comentários:

Vivian Fernandes de Goes disse...

Bom dia,Paulo!!!

Também rejeito a monocromia, a melancolia...é uma pena que não dá para mudar o passado...infelizmente os índios foram enganados, maltratados e praticamente exterminados...que coisa.
A falta de respeito pelo outro nos acompanha a milenios...
Belíssima inspiração tiveste!!

Blog novo? Ou repaginado?!
Beijos!

Mariseven Zanon disse...

Oi Paulo! Obrigada pela visita e comentário no Confissionarium! Lindo teu poema, também gostaria de voltar as cores do passado ingênuo...
Um beijo! Já tou seguindo!

maria teresa disse...

Monocromia? Que monotonia! Quero que a minha vida seja comparada com a paleta de um pintor, "suja" de pinceladas pintadas e repintadas...
Abracinho meu!

may lu disse...

"Antes fôssemos multicoloridos
pintados de vermelho do urucum
do azul, extraído do jenipapo verde
do branco, do calcário macerado
e do preto,tingido pelo carvão."
Ah!
Fosse eu
A carregar tão vivas cores.

Grande beijo!

Betinha Correia disse...

Infelizmente é o k nos está acontecer!!!
beijo

Betinha Correia disse...

Ps estou tbm a seguir mas não encontro motivo pq não entra a foto....

MARILENE disse...

Já que não podemos voltar a ser índios, que possamos entender os que ainda habitam esse universo. E permitir que as cores nos abriguem e abracem. Bjs.

Mary Villano disse...

Lindo poema, Paulo.
Obrigada pela visita volte sempre q puder. Bjs

✿ chica disse...

Lindo poema e adoro cores também. Tá lindo aqui! abraços,chica

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Somos os responsáveis e não temos como reverter o quadro. Ficam no desejo, os maravilhosos versos...

Saudações coloridas, querido Paulo!

SOL da Esteva disse...

Paulo, meu Amigo


Partilho, totalmente, do Arco Íris que teceste nos teus desejos.
Afinal, a Vida é sempre feita de muitas cores!...
Uma Santa Páscoa.


Abraços


SOL