Simples mente

Maria voltou da praia
ligou-me e danou-me a falar
Ouvi o que ela dizia até cair
a bateria do celular.
Não pude dizer-lhe que os meus dias
foram de pura monotonia
pois não a tinha para me alegrar
com suas cores vivas.
Maria voltou da praia – ganhei o meu dia.
Tudo ficou mais azul até a chuva desse dia.

Paulo Francisco

4 comentários:

Majoli disse...

Você poetiza tão lindo Paulo!

Vou me encantando por aqui, já que na minha vida real tudo anda precisando de magia.

Beijos meu querido amigo.

Rosa Maria Braga disse...

Feliz é este poeta que ainda encontra alguém para azular os seus dias......Que bom!!!

Ascenção disse...

Que bom que Maria voltou e alegrou seu dia

maria teresa disse...

Alguém que nos azula o dia!Que bom sentires isso! Felicidade que toca na gente...há tempos que não tenho encontro com ela!
Abracinho meu!