meia verdade




A moça bonita conquistou o rapaz
que achou que teria uma noite de sonho
Mas na hora agá revelou-se pesadelo.
Ela queria brincar de astronauta
com o seu foguete de brinquedo
E o que era rosa ficou vermelho,
e o que era alegre ficou triste,
e o que era forte ficou fraco
- cheio de medo.

Paulo Francisco


Vê se gostas by Waldir Azevedo on Grooveshark

6 comentários:

António Eduardo Lico disse...

Bela poesia.

maria teresa disse...

(gargalhada) Acontece aos melhores!
Abracinho meu!

Ivone disse...

É nem tudo sai como o esperado, mas que fazer? Nada, tocar pra frente!
Abraços amigo poeta querido!

Ivone disse...

Lindo Varal de cores com as "meias"!!!
Abraços!

Vivian Fernandes de Goes disse...

Minha nossa!!rs

Que decepção...mas acontece...
Beijos!

Tudo de bom pra ti, Paulo!!

ValériaC disse...

Vim ler os teus versos...sempre intensos...vivos...
Vim te trazer um beijinho saudoso e te desejar um ótimo final de semana, amigo,
Valéria